domingo, 2 de maio de 2021

Combo de imagens aletórias #2


Técnico por técnico, chame o da informática mesmo.


Ao invés da Fiocruz ou do Butantan, o governo poderia contratar uma fábrica de software.


Agilidade não serve pra comando e controle.

Foco na estória e problema do PO que não especificou bem os requisitos.


Entregáveis complexos exigem setups adequados.
 
Até o próximo mês! 😉

Troquei meu Moto Z3 Play por um Edge

Dificilmente eu fico mais de 2 anos com um celular. Geralmente, quando está completando 24 meses, eu já estou à procura de um novo aparelho. Confirme isso olhando a linha do tempo que construí, listando todos os modelos que já tive. O Moto Z3 Play foi uma exceção. Foram quase 2 anos e meio de parceria, e diferente dos dois últimos antecessores dele, não troquei por insuficiência de espaço em disco.

Na verdade, o Z3 Play ainda estava me atendendo bem. E não é por menos, pois apesar de não ser um modelo topo de linha, foi o smartphone com a melhor configuração que eu já tive, e por sinal, o mais caro. Mas isso, até semana passada, quando não resisti e comprei um Motorola Edge.

Motorola Edge e Moto Z3 Play

Confesso que não foi uma decisão fácil, pois desde que a @bibspottter trocou o Samsung A8 Plus por um M51 no mês passado, depois de 3 anos com o modelo anterior, eu fiquei balançado por um novo celular também. Entretanto, achava que não era necessário e poderia "segurar" mais um tempo. Ah, sim, enquanto eu sou fã de Motorola (só ver minha timeline), o meu cônjuge prefere Samsung. Coisas da vida. 😄

Meu lado consumista não me deu sossego e já faziam algumas semanas que eu vinha pesquisando as especificações de um ou outro aparelho, porém, nenhum me agradava. Não que não fossem bons, mas além do custo, estava procurando algo que também tivesse um design bacana. Pra meu gosto, apesar de boa configuração, não encontrei o que procurava na linha Xiaomi. Não precisava também ser um modelo tão recente, portanto, até considerei um iPhone, mas obviamente corri do preço, sem contar, que não estou a fim de virar full putinha da Apple me converter ainda mais: já tenho um Macbook Air 2017, um iPad 6 e isso basta.

Motorola Edge Midnight Red

Os dias passaram e comecei a me interessar pelo Edge e mais ainda quando vi que seu preço não estava tão fora do que eu poderia pagar no momento. Infelizmente, devido a minha indecisão, acabou custando um pouco mais do que seu segundo menor preço registrado até o momento (veja seu histórico de preços), mas enfim, acabei comprando.

Não vou me ater a fazer aqui uma análise detalhada do aparelho. Deixo isso aos sites especializados: sugiro aqui e aqui. Mas na opinião de um usuário que curte Motorola, faz um uso moderado (comunicação, redes sociais, navegação e um ou outro app mais específico, voltado a produtividade, gestão financeira e gerenciamento de outros gadgets), acredito que não haveria opção melhor e estou bem satisfeito com minha compra.

sábado, 1 de maio de 2021

Caixas de notebook da Positivo viram suporte

Depois que o notebook já chegou até o usuário final e está plenamente funcionando, sua caixa passa a ser totalmente inútil. Nem mesmo os gatos, adoradores destas estruturas, dado o seu formato, conseguem reaproveitá-las como cama.

Mas a Positivo, maior fabricante brasileira de computadores, inovou, e está oferecendo a possibilidade de transformar a caixa dos seus notebooks em suporte para estes equipamentos.

Imagem: Positivo (reprodução)

Cinthya Ermoso, gerente de produtos da Positivo, relata que desde o início da pandemia, quando inúmeras pessoas foram obrigadas a trabalhar ou até mesmo estudar de casa, percebeu-se que muitos não possuíam a infraestrutura adequada pra isso nas suas residências. Com a iniciativa, além de colaborar com a ergonomia dos consumidores, é uma alternativa sustentável, promovendo o reaproveitamento e evitando que a embalagem seja descartada no meio ambiente.

A Positivo afirma que as caixas acompanham instruções detalhadas para montagem do suporte.

Atitudes semelhantes

No ano passado, a Samsung também criou algo parecido, mas envolvendo as caixas das suas TVs da linha Lifestyle, como The Sero e The Frame. Batizada de Samsung Eco-Package, as embalagens podem transformar-se em um túnel ou uma casinha para gatos, porta revistas, estante para livros ou um console para apoiar os dispositivos que ficam conectados na TV.

Imagem: Samsung (reprodução)

A marca criou um site específico para oferecer as opções de itens que podem ser elaborados com os artefatos de papelão. As embalagens também contam com um QR Code que, ao apontar o celular, o consumidor é levado diretamente até as instruções que desdobram para as  criativas alternativas de reaproveitamento.

Com informações Baguete, gkbp e Samsung Newsroom Brasil