terça-feira, 23 de setembro de 2014

Homens estão para bluetooth e mulheres para Wi-Fi


Bluetooth - Homens são como Bluetooth: Ele está conectado em você quando você está perto, mas procura por outros "dispositivos" quando você está longe...

Wi-Fi - Mulheres são como Wi-Fi: Ela percebe todos os "dispositivos" disponíveis mas conecta no mais forte deles...

domingo, 21 de setembro de 2014

Participe do Dia da Liberdade de Software 2014

Oportunidade única. Você vai mudar de vida depois desse evento...


É isso ou o seu dinheiro de volta. Mas pense bem, porque o evento é gratuito.

x D

Participe!

sábado, 20 de setembro de 2014

Maior mentira de toda era da informática

"A maior mentira de todas: Eu li e aceito os termos de uso."

Quem nunca?

Fonte: 8crap via Instagram

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Sobre o desfecho quanto ao vazamento de senhas do Google

Geralmente quando as pessoas escutam falar sobre vazamento de informações e atrelam isso a uma empresa de renome, tipo a Google, a conversa rola solta. E foi mais ou menos o que aconteceu na última quarta-feira (10/09/14) quando o canal Russia Today noticiou que uma lista contendo quase 5 milhões de logins e senhas de usuários do Google e seus respectivos serviços foi publicada no fórum Bitcoin Security.

A grande maioria desses usuários pertence a versões em inglês e espanhol do Google, porém, em pronunciamento, a Google informou que apenas 2% dos acessos registrados ainda estão válidos, pois a maioria das senhas divulgadas são antigas, considerando que os respectivos usuários já alteraram as mesmas. No entanto, em contrapartida, um usuário do fórum, identificado como "tvskit", supostamente o responsável pelo vazamento da lista, afirmou que ao menos 60% das contas estão válidas e as senhas condizem com as informações de acesso.


O fato que originou o preenchimento dessa lista não foi um incidente por parte do Google, mas sim, os próprios usuários, muitas vezes vítimas de phishing (aquelas técnicas que levam as pessoas a colocar seus dados de acesso em páginas ou serviços falsos com o único objetivo de roubar essas informações). Obviamente a Google recomenda, por medida de segurança, que todos os usuários realizem a redefinição das suas senhas, mesmo que através do site isleaked.com/en.php seja possível consultar as contas afetadas, basicamente inserindo o endereço de E-mail no campo indicado para verificar. Outra medida que a Google recomenda também é habilitar a autenticação em dois passos, um critério que está sendo bastante difundido, o qual consiste em além de usar uma senha, configurar um recurso como um código de segurança recebido no celular para garantir os acessos nas aplicações.

Além do vazamento dessa lista, nas últimas semanas, um arquivo contendo 1,2 milhão de senhas do portal russo Yandex e outro contendo 4,6 milhão de credenciais do serviço de E-mail Mail.ru foram divulgados, caracterizando três incidentes de segurança nos serviços de internet da Russia em pouco tempo.

domingo, 14 de setembro de 2014

Como programar o computador pra desligar sozinho

Quem nunca precisou ficar com o computador ligado por muitas horas, não é mesmo? Seja pra fazer algum download enorme da internet, ou seja para realizar qualquer outra tarefa, o fato é, sempre precisamos deixar o nosso computador ligado por muito tempo.

Hoje estaremos mostrando justamente como programar o computador para desligar automaticamente. O esquema funciona da seguinte maneira, primeiramente você determina um tempo para o seu dispositivo desligar, depois basta digitar um comando no Windows para concluir o processo.
Portanto, confira agora o passo-a-passo de como programar o pc para desligar sozinho.

Faça você mesmo

Para começarmos o nosso tutorial, teremos que ir até o menu iniciar do Windows, depois vá até o campo de busca e digite o comando CMD. Aparecerá um arquivo com o mesmo nome, clique sobre ele, em seguida você será direcionado para uma tela preta de comandos.

Essa tela, também conhecida como prompt de comando, é responsável por instruções internas ao sistema operacional. E é justamente aqui que iremos programar o desligamento do nosso computador.
Esse processo é muito simples, primeiramente digitamos o comando shutdown -s -t XX, onde o XX significa o valor em segundos na qual nós queremos desligar o nosso computador.

Por exemplo, iremos desligar o nosso computador daqui a 1h30. Assim, temos que fazer 60 segundos*90 minutos. Então 60*90=5400 segundos. Agora basta nós digitarmos shutdown -s -t 5400.


Feito esse processo,  o nosso computador será desligado daqui a 90 minutos (1h30). Para ter certeza do processo, basta você verificar no canto inferior à esquerda, uma mensagem de confirmação do Windows.


Para cancelar esse procedimento, basta você digitar o comando shutdown -a.

VIA: O Notebook

Conteúdo enviado por Vagner Carvalho, editor chefe do blog O Notebook

sábado, 13 de setembro de 2014

A mágica por trás de um apontador eletrônico

Provavelmente você pensou que um conjunto de lâminas movimentadas por um pequeno motor de passo seria parte de todo o esquema que garante o funcionamento de um apontador eletrônico, daqueles que a gente coloca o lápis na fenda pra fazer ponta.


Na realidade é isso mesmo, pois não existem pequenos operários com motoserras prontos para executar esse serviço na parte interna do aparelho ou você pensou que isso era uma piada?

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Tempo médio de uma ligação

Pai para Filho: 00:00:07
Filho para Pai: 00:00:27
Filho para Mãe: 00:01:30
Garoto para Garota: 01:20:59
Garota para Garota: uma eternidade
Garoto para Garoto: ligação perdida

Fonte: 9GAG

domingo, 7 de setembro de 2014

E o vazamento das fotos daquelas famosas?

Acho que esse foi um dos principais temas de discussão na semana passada. A galera não perdeu tempo pra falar sobre o vazamento das fotos íntimas das 101 famosas, jogando, mesmo que indiretamente, a culpa nas falhas de segurança do sistema de armazenamento em nuvem da Apple, o iCloud.

Considerando que todo mundo basicamente já sabe como aconteceu, não convém ficar mais uma vez falando sobre o assunto, mas pra não "passar em branco", fiz um desenho pra ilustrar a situação:

clique na imagem para ampliar

Fonte: Gizmodo

domingo, 31 de agosto de 2014

Vale do Silício (brasileiro)

A galera sabe que o Vale do Silício (Silicon Valley) é uma região no estado da Califórnia (EUA) que desde 1950 serve como berço para diversas empresas e startups na área da tecnologia. Entre as gigantes que surgiram por lá estão Apple, Google e Facebook.


A equipe de reportagem da Revista Info rodou o Brasil e descobriu 10 regiões que podem ser definidas como o "Vale do Silício" brasileiro, isso tanto pelo nome quanto pelo desenvolvimento de novas startups. Segue abaixo a lista extraída da própria revista:


Fonte: Revista Info (edição impressa - agosto / 2014)

Entendendo a Nomofobia

Não é recente essas discussões levantadas por psicólogos e analistas sobre doenças causadas pelos vícios tecnológicos. Referenciando diretamente os celulares, a trupe definiu o termo como nomofobia, um acrônimo formado pela junção das palavras "No + Mobile + Fobia", em tradução, medo de permanecer sem seu dispositivo móvel ou sem conexão no aparelho.

Geralmente pessoas que sofrem de nomofobia estão sempre com o celular por perto. Dormem com o aparelho ao lado, nunca deixam a bateria acabar e sentem aflição quando ficam sem sinal. É comum essas pessoas voltarem para buscar o aparelho quando esquecem em algum lugar como em casa ou no trabalho, por exemplo.

"Nomofobia: o medo de ficar sem sinal, sem conexão e sem bateria"

Pesquisas indicam que pacientes vítimas de depressão ou algum tipo de ansiedade são propícios para o desenvolvimento da doença, pois as características para esse transtorno são comuns, acrescentando ainda crises de pânico, hiperatividade e compulsão.

Os primeiros indícios da nomofobia surgiram em 2008 na Inglaterra, mesma época que uma pesquisa realizada no país pelo The Royal Mail mostrou que 58% dos britânicos e 48% das britânicas sofrem de nomofobia. Na França, a empresa Mingle realizou um estudo parecido e identificou que entre 1500 franceses entrevistados, 22% afirmaram ser "impossível" ficar mais de um dia sem seu celular.

Os sintomas são simples, entre eles a incapacidade de desligar o aparelho, a verificação obsessiva por novas mensagens, chamadas e notificações, a tentativa constante de aumentar a "vida" da bateria ou ser incapaz de ir ao banheiro sem levar o celular. Muitos justificam o uso excessivo devido ao trabalho. Mas a "prova real" é simples: no fim de semana deixe o aparelho de lado e observe o que acontece.

Para os demais, não custa ficar de olho, pois tudo que é usado em excesso acaba sendo prejudicial pra saúde.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Limpeza padrão de um MacBook Pro

A galera sabe que a Apple costuma ser bastante exigente com a qualidade dos seus produtos. Geralmente os técnicos que prestam manutenção nesses equipamentos também seguem o mesmo padrão, principalmente ao realizar procedimentos corretivos que necessitam do aparelho limpo:

clique na imagem para assistir ao vídeo demonstrando a técnica

Fonte: recebido via WhatsApp

domingo, 24 de agosto de 2014

Saiba identificar um "brogrammer"

Brogrammer é a palavra formada pelo termo "bro" (abreviação da palavra "brother", irmão, em inglês) e "programmer" (programador em inglês). O advento das startups no Vale do Silício colaborou para o surgimento dessa raça, geralmente composta por caras sarados que passam o dia atrás de uma mesa e um computador, bebendo energético, falando besteira e programando, o que basicamente é o trabalho deles. Brogrammers adoram festas, bebidas, mulheres e muito glamour, totalmente ao contrário do nerd de raiz, aquele que já saiu do berço programando, e além de amar o que faz, a aparência física e a opinião dos outros é o que menos importa.


Especialistas acreditam que os brogrammer podem ser comparados aos "yuppies", uma derivação da sigla YUP, expressão da língua inglesa que significa "Young Urban Professional" ou em tradução, "Jovem Profissional Urbano". Basicamente esses caras foram jovens bem-sucedidos, tanto socialmente quanto profissionalmente, lembrados durante a década de 1980 em países como EUA e Inglaterra. Outra comparação também fica a critério dos executivos retratados no filme O Lobo de Wall Street, seguindo a linha de que o dinheiro e o encantamento estão acima de tudo, enquanto princípios fundamentais como conhecimento, carreira e aptidão são completamente esquecidos.

Não é difícil acreditar que os brogrammers já tenham lançado seu prazo de validade antes mesmo de aparecerem, e assim como as demais "modinhas" que surgem por aí, não vai levar muito tempo até que o mercado consuma com eles. Mas enquanto isso, não custa tomar cuidado.

Fonte: Businessweek e Revista Info (edição impressa - agosto / 2014)

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Pai e filho recebem carta "offline" do Google

Dizem que na internet tudo é possível e fora dela, bem, quase tudo. Por isso, a dupla Michael Wiethe e seu filho Timm resolveram enviar uma carta para o Google, escrita a punho, alegando que estavam em um acampamento de verão e sem internet. O guri queria saber sobre a existência de uma tal espécie de esquilo, famosa em histórias contadas pela região. O caso ocorreu na Alemanha e a carta dizia mais ou menos o seguinte:


"Querido Google,

Como estamos sem internet atualmente, pedimos que você responda a uma consulta, do seu jeito rápido e gratuito de sempre. Precisamos de informações e imagens para:

'Deichhörnchen (esquilo-vermelho)'

..."

Por incrível que pareça, o Google respondeu a carta, utilizando os mesmos recursos manuais do remetente, escrevendo algo assim:


"Olá Timm, olá Michael!

Você quis dizer "Eichhörnchen"?

Resultados para Deichhörnchen

Wikipédia: (como não existe esse animal, o autor da carta inventou um "primo distante" para o animal) Raro parente do Eichhörnchen (esquilo-vermelho) extinto devido à falta de árvores nos diques ("Deich" significa "dique")

Anúncio: Use o Google para todas as suas buscas - de preferência, online!

Aproveite o acampamento de verão!

Equipe offline do Google (beta)"

E olha que você nem sabia que o Google tinha uma equipe offline.

Claro que a história parece "engraçadinha" demais pra ser verdade, mas Michael Wiethe jura que não é parte de nenhuma jogada de marketing, confirmando que o caso ocorreu realmente.

Fonte: indicado pelo Jabel Fontoura via ZH Tecnologia

domingo, 17 de agosto de 2014

Carga completa

"Bichano está com a carga completa"

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Vale esse computador?


Parece que esse vivente manja bastante dos paranauê de informática...

Fonte: compartilhado pelo Marcelo Leal