domingo, 9 de fevereiro de 2020

DIY: Um robô seguidor de linha

Apesar de nunca ter levado muito jeito pra coisa, eu gosto bastante de eletrônica. E essa paixão meio que oculta, está comigo desde criança, quando eu desmontava qualquer aparelho ou brinquedo velho a fim de tirar as peças e guardá-las pra quando fosse necessário consertar alguma outra coisa ou montar um novo dispositivo baseado em qualquer ideia maluca que eu tivesse. 

Não preciso dizer que apesar de divertido, era meio frustrante, pois meu conhecimento era quase nulo (e continua sendo), visto que muitos "projetos" escorriam por água abaixo por não fazerem sentido algum e quem dirá funcionar.

Mais tarde, quando eu já estava mais grandinho, comecei a fazer um curso de eletrônica básica, mas não gostei e acabei desistindo. No entanto, aprendi algumas coisas que foram complementadas por outras que vi nas disciplinas direcionadas ao tema durante o curso técnico em informática. Nessa época, construí alguns projetinhos, seguindo os seus respectivos datasheets, como um testador de polaridade e um "aparelho" que piscava um LED quando o telefone recebia uma chamada.

Algumas vezes ainda tenho vontade de inventar certas engenhocas novas, mas como já falei, tenho pouco conhecimento, portanto, resolvi comprar um kit do tipo DIY para construção de um robozinho seguidor de linha. Abaixo compartilho os registros dessa empreitada.

Manual em what?! 

Pois é, eu achei que acompanharia um manual bem detalhado e no mínimo em inglês, mas como se pode perceber, estava em japonês/chinês/algum idioma oriental. Portanto, como eu conhecia os componentes, sabendo identificar as polaridades de cada um e também a resistência dos resistores, minhas referências foram as informações impressas na própria placa, além da imagem do produto no site do vendedor.

Soldando os LEDs, capacitores e transistores

Soldando também os resistores, o suporte para conectar o CI e os potenciômetros

Fixando o suporte de pilhas e os motores

Depois de finalizar a montagem, encontrei um vídeo bem didático relatando todos os passos para conclusão, além de um segundo, no qual o mesmo autor, explica o funcionamento do circuito como um todo. Confesso que se eu tivesse assistido esses vídeos antes, teria me "tocado" da calibragem necessária para os sensores LDR, evitando ter que retirar o motor, já após fixado, pra tentar entender porquê apenas um dos motores estava girando.

Resultado final após a montagem

Para testar o funcionamento, tracei um circuito no chão usando fita isolante e registrei a experiência nesse vídeo:


Independente de ser um projeto simples, é bacana perceber o resultado final, ainda mais quando funciona conforme o que é esperado e você percebe que a sua solda ficou boa sem ferrar as trilhas da placa. 😊😊😊

Nenhum comentário:

Postar um comentário